Sedentarismo: a doença do novo milênio

O sedentarismo já está sendo considerado a doença do novo milênio. Esse comportamento é provocado pelas atividades do trabalho, resultado de um mercado cada vez mais competitivo, por hábitos criados pelos confortos da vida moderna e pelo avanço da tecnologia, com facilidades automatizadas, que substituem atividades ocupacionais que geravam gastos energéticos.


Um estudo divulgado pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, por exemplo, estabeleceu que para deixar de fazer parte do grupo de sedentários, um indivíduo precisa gastar mais de 2,2 mil calorias a cada 7 dias em atividades físicas.

De acordo com o médico Luis Enrique Caviedes Canon, especialista em medicina do trabalho (ocupacional), “o sedentarismo é a principal causa de doenças como a hipertensão arterial, diabetes, obesidade, ansiedade, aumento de colesterol, infarto do miocárdio, entre outras”.

Alternativas para muitas horas de trabalho

Para aqueles que são obrigados a enfrentar uma jornada de trabalho superior a 8 horas diárias, em muitas situações, por exemplo, sentado na frente de um computador, a medicina do trabalho recomenda a prática da ginástica laboral. “O principal objetivo dessa atividade, que pode durar de 15 a 20 minutos, diariamente, é a prevenção. Esse período não interfere numa produção. Muitos profissionais passam horas no seu ofício, chegam em casa cansados e, por falta de estímulo ou recursos, acabam querendo apenas jantar e dormir. Essa rotina acumula gordura e complicações”, destaca o médico.

O sedentarismo é considerado também o principal fator de risco para a chamada morte súbita, associado, direta ou indiretamente, ao agravamento ou à causa de várias doenças. “Uma alternativa preventiva bem simples é caminhar. O trabalhador que tem uma vida sedentária, se for percorrer um trecho relativamente curto – por exemplo, no intervalo de visitas a clientes, se possível – deve optar por andar. Nunca é demais fazer caminhadas. É muito benéfico para todo o organismo. Só é bom lembrar que antes de partir para qualquer atividade, o indivíduo deve sempre consultar o seu médico”, aconselha Canon.

Reeducação alimentar

Quando o trabalhador já tem um quadro de sedentarismo ou obesidade, ele deve partir imediatamente para uma reeducação alimentar, diminuindo o consumo de alguns itens como, por exemplo, o açúcar e o sal. “É bom destacar que todos os excessos são prejudiciais. Essa lógica, no entanto, é válida para todos os momentos da vida. Para exemplificar melhor, o sal retém líquidos e aumenta a pressão arterial. Excesso de açúcar gera obesidade. Nesses casos, é aconselhável recorrer a um nutricionista”, orienta o especialista.

O que mais aumenta o peso é o excesso de carboidratos, encontrados, de um modo geral, em todas as massas, doces, pães, entre outros. Também estão presentes nos refrigerantes. “A lógica ou o raciocínio para se ter qualidade de vida é bem simples. Se uma pessoa só ingere calorias e não gasta, obviamente vai gerar um acúmulo. Uma boa dica é comer de tudo em pequenas quantidades, sempre evitando os excessos”, acrescenta Canon.

A vida sedentária também provoca diminuição dos sistemas funcionais do organismo. O aparelho locomotor, como outros órgãos, quando não ativo, entra num processo de recessão.

Correr, pedalar, nadar, fazer ginástica, jogar bola, fazer exercícios com peso, entre outros, também são propostas válidas para se abandonar uma vida sedentária. Sempre lembrando que a prática de atividades físicas deve ser prescrita por um médico especialista e acompanhada por um profissional.

Fonte: Agência Unipress Internacional
COMPARTILHAR:

+1

3 Comentarios "Sedentarismo: a doença do novo milênio"

  1. Pr Paulo a Paz do Senhor: muito bom o seu blog,ja sou seu seguidor a tempos,sera que o senhor me daria a honrra de seguir o meu singelo blog tambem?
    www.pastorclaiton.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Pr. Fabricio, estou passando por aqui novamente, muito importante essa informação... na verdade esse é um mal que está ganhando grandes proporções por conta do atual sistema ocupacional que tem nos feito cativos...

    Valeu... Utilidade pública...

    ResponderExcluir
  3. Obrigado a todos pelos comentários. Agradeço ao Pr. Anderson e ao Papiro pelo comentário.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo!
Comente, opine, se expresse! Esse espaço é seu!

Informação

GeraLinks Blog: prpaulofabricio.blogspot.com.br no doHITS Nutrition Blog Directory Top religion blogs Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa blog directory Web Analytics Central Blogs BlogESfera Directorio de Blogs Hispanos - Agrega tu Blog Religion Blogs

Link-me

Agregadores

Oferta

Caixa Economica Federal Itaú